ELAS NO ESPORTE, UMA VITÓRIA AINDA A SER COMEMORADA


De vitória em vitória as meninas podem conquistar seu espaço na sociedade e o esporte pode ser o caminho mais curto e seguro para elas ; pelo esporte se apropriam da auto-estima e segurança de forma saudável e ganham o empoderamento que a sociedade lhes deve face às várias questões que incentivam a cultura da adultização precoce .

Uma recente pesquisa promovida por uma marca de absorventes , apontou que as meninas deixam de praticar esportes por vários motivos, dentre os principais, a

falta de confiança, de autoestima e da crença que este universo é mais adequado aos homens, isso ocorre no esporte e em outras dimensões da vida. Essas questões acabam impedindo as meninas de avançarem na prática esportiva e a repetirem modelos culturalmente disseminados no universo feminino.

De acordo com a pesquisa, sete em cada dez meninas acreditam que o esporte não é lugar para elas e mais de metade (53%) terá abandonado a prática esportiva quando completar 17 anos. Os dados também falam do posicionamento da sociedade em relação à inserção de mulheres nos esportes. Para 74% das garotas que participaram da pesquisa, a sociedade não as encoraja a praticar esportes.

Uma outra questão a ser considerada é a mídia pregando de forma cruel, através de personagens e atrizes mirins que as meninas admiram , roupas, maquiagem, sapatos que remetem a adultização precoce; as músicas que incentivam a erotização , uma cilada para as meninas que acabam recebendo estas informações sem critério e sem respaldo de um adulto bem formado que as ajudem a afinar o olhar e os ouvidos de forma crítica. Muitas dessas meninas acabam mães antes dos 19 anos.

As políticas públicas , quer por negligência ou desinteresse , pouco tem contribuído com a emancipação das meninas, pois têm repetido modelos culturais ultrapassados de educação , que oferecem esportes seletivos que atraem somente meninos, e com isso contribuído com resultados sociais que não deveriam ser os vislumbrados por uma sociedade que aspira ser justa e igualitária para os gêneros.

É tempo de repensar nossas práticas! Vamos continuar essa conversa no nosso próximo bate-bola!

REFERÊNCIAS

http://www.meioemensagem.com.br/home/comunicacao/2016/06/29/always-quer-convencer-garotas-de-que-o-esporte-e-para-elas.html

Siga
  • Facebook Basic Square
 
Teste